Permissões 777 veja os riscos envolvidos

Os sistemas operacionais, como o Linux, permitem restringir o acesso a arquivos por meio do sistema de permissões, que é válido para arquivos, diretórios, dispositivos de entrada/saída, entre outros.

Conhecer as permissões é importante não apenas para usuários Linux, mas também para desenvolvedores que programam sistemas para essa plataforma, como desenvolvedores web.

No entanto, é comum ver programadores PHP utilizando permissões 777 como solução para problemas de permissão, o que pode gerar graves riscos de segurança.

Permissão 777 significa acesso total, o que permite que qualquer usuário possa manipular e executar arquivos de forma maliciosa, incluindo a inserção de scripts ou programas executáveis mal-intencionados.

Essa prática não só compromete a segurança do ambiente, mas também pode afetar todo o servidor compartilhado.

Por isso, é fundamental evitar o uso de permissões 777 e, em vez disso, verificar o dono do arquivo e definir as permissões adequadas, como 755 para diretórios e 644 para arquivos não executáveis, como no caso de aplicações PHP em servidores web.

Essa abordagem é mais segura e protege o ambiente de possíveis invasões e ameaças de segurança.

  • chmod, 0777, 777, permissão, arquivos, segurança, 755, 644, 0755, 0644
  • 22 Usuários acharam útil
Esta resposta lhe foi útil?

Artigos Relacionados

Criando senhas fortes!

Como e POR QUE criar SENHAS FORTES Quando pensamos em segurança na internet, é comum...

A importância de atualizar suas senhas com frequência

Ao criar senhas, é importante evitar nomes, datas ou senhas fáceis, pois o que é fácil para você...

A importância do CAPTCHA para prevenir cadastros automatizados no WordPress

O CAPTCHA (Completely Automated Public Turing test to tell Computers and Humans Apart) é uma...